loader
Arte | Poesia | Literatura | Humor | Tecnologia da Informação | Design | Publicidade | Fotografia

Florbela Espanca – Versos na tarde – 10/01/2018 quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Poema Florbela Espanca Teus olhos têm uma cor de uma expressão tão divina, tão misteriosa e triste. Como foi a minha sina!!! É uma expressão de saudade vagando num mar incerto. Parecem negros de longe… Parecem azuis de perto… Mas nem negros nem azuis são teus olhos meu amor… Seriam da cor da mágoa, Compartilhe a informação:

Manoel de Barros – Versos na tarde – 25/12/2017 segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

Soberania Manoel de Barros¹ Naquele dia, no meio do jantar, eu contei que tentara pegar na bunda do vento — mas o rabo do vento escorregava muito e eu não consegui pegar. Eu teria sete anos. A mãe fez um sorriso carinhoso para mim e não disse nada. Meus irmãos deram gaitadas me gozando. O pai ficou preocupado e disse que eu tivera um vareio da imaginação. Mas que esses vareios acabariam com os estudos. E me mandou estudar em…

© Copyright 2018 Blog do Mesquita - Direitos Reservados. | POLÍTICA DE PRIVACIDADE | MBrasil

Gosta do meu blog? Compartilhe a informação :)