1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (5 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Elisa Biagini – Versos na tarde – 13/01/2017

De uma ranhura Elisa Biagini ¹ escrevo-me entre as ranhuras, nos nós do lenho, com a sujeira embaixo do tapete: o escuro, que espera entrar, gruma-se de olheiras. como na folha enrrugada que se alisa resta a marca ranhura que nos colore a tinta. (nós nos encharcamos de infinitas arestas) só me avistam em contraluz, […]

, , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (5 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Arentino – Versos na tarde – 04/01/2017

Soneto Pietro Arentino¹ Amemo-nos sem termo nem medida, pois que só para o amor temos nascido… Vive por nosso amor! – é o meu pedido, pois sem tal bem, que valeria a vida? E se depois da vida já perdida ainda se amasse. . . Eu, tendo já morrido pediria outro amor – o bem […]

, , , , , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (13 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Propércio – Versos na tarde – 22/02/2016

Elegia 1.1 Propércio ¹ Cíntia, com seu olhar, foi a primeira que me enfeitiçou (infeliz, não tocado anteriormente por nenhuma forma de paixão). O Amor, então, abateu-me a usual altivez dos olhos, dominou minha cabeça, calcando os pés sobre ela, e ao mesmo tempo me ensinou, falso que é, a ter ódio das moças honestas […]

, , , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Dante Alighieri – Versos na tarde – 16/06/2014

Soneto Dante Alighieri ¹ Tão discreta e gentil se me afigura ao saudar, quando passa, a minha amada, que a língua não consegue dizer nada e a fitá-la, o olhar não se aventura. Ela se vai, sentindo-se louvada, envolta de modéstia nobre e pura. Parece que do céu essa criatura para atestar milagre foi baixada. […]

, , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (8 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Vittoria Colonna – Versos na tarde – 17/08/2013

Quando me oprime… Vittoria Colonna¹ Quando me oprime o peso do pecado, Confusa, o olhar não ergo ao Criador; Levanto o coração fiel, Senhor, A Vós, por nosso amor crucificado. Escudo em Vossas chagas tenho achado Contra a ira divina e seu rigor; Segura estou em Vós de que o temor Em esperança e paz […]

, , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (12 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Vittoria Colonna – Versos na tarde – 11/07/2013

“Quando o Grão Lume surge do Oriente…” Vittoria Colonna¹ Quando o Grão Lume surge do Oriente e o negro manto desta noite afasta, quando na terra o gelo se desgasta, dissolvido ao calor de um raio ardente, a minha dor, que o sono suavemente anestesiara, acorda mais nefasta. E, quando aos outros o prazer se […]

, , , , , , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (18 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Maquiavel – Reflexões na tarde – 08/06/2013

Ao magnífico Lorenzo, filho de Piero de Médicis ¹Nicolau Maquiavel As mais das vezes, costumam aqueles que desejam granjear as graças de um príncipe trazer-lhe os objetos que lhes são mais caros, ou com os quais o vêem deleitar-se; assim, muitas vezes, eles são presenteados com cavalos, armas, tecidos de ouro, pedras preciosas e outros […]

, , , , , , , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (11 votos, média: 4,91 de 5)
Loading...

Eugenio Montale – Versos na tarde

O Girassol Eugenio Montale ¹ Traz-me um girassol para que o transplante no meu árido terreno e mostre todo o dia ao espelho azul do céu a ansiedade do teu rosto amarelento Tendem à claridade as coisas obscuras esgotam-se os corpos num fluir de tintas ou de músicas. Desaparecer é então a dita das ditas […]

, , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (15 votos, média: 4,93 de 5)
Loading...

Cesare Pavese – Versos na tarde

Passarei pela praça de espanha Cesare Pavese ¹ O céu estará límpido. As ruas abrir-se-ão na colina de pinheiros e de pedra. O tumulto das ruas não mudará esse ar parado. As flores das fontes salpicadas de cores abrirão os olhos como mulheres divertidas. As escadas os terraços as andorinhas cantarão ao sol. Abrir-se-á aquela […]

, , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (15 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Salvatore Quasímodo – Versos na tarde

Dar e ter Salvatore Quasímodo ¹ Nada me dás, não dás nada tu que me escutas. O sangue das guerras secou, o desprezo é um desejo puro e não provoca nem o gesto de um pensamento humano, fora da hora da piedade. Dar e ter. Em minha voz há ao menos um signo de geometria […]

, , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (18 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Nicolau Maquiavel – Escritor – Biografia

Nicolau Maquiavel – Itália * Florença, Itália – 03 Maio 1469 d.C. | + Florença, Itália – 20 Junho 1527 d.C. Nada se sabe da sua vida antes de entrar ao serviço da República de Florença, após a queda do governo clerical de Savonorola, para além de ser filho de um jurista. Nicolau Maquiavel serviu […]

, , , , ,