loader
Arte | Poesia | Literatura | Humor | Tecnologia da Informação | Design | Publicidade | Fotografia

Nietzsche – Versos na tarde – 19/01/2016 terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Remédio para o Pessimismo Friedrich Nietzsche¹ Queixas-te porque não encontras nada a teu gosto? São então sempre os teus velhos caprichos Ouço-te praguejar, gritar e escarrar… Estou esgotado, o meu coração despedaça-se. Ouve, meu caro, decide-te livremente. A engolir um sapinho bem gordinho, De uma só vez e sem olhar. É remédio soberano para a dispepsia. in “A Gaia Ciência” 1 Friedrich Wilhelm Nietzsche * Röcken, Alemaa – 15 de outubro de 1844 d.C + Saxônia – Alemanha – 25…

Bertold Bretch – Versos na tarde – 29/01/2015 quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Poema Bertold Brecht ¹ Há uma rosa linda no meio do meu jardim Dessa rosa cuido eu, quem cuidará de mim? De manhã desabrochou, a tarde foi escolhida pra de noite ser levada de presente à minha amiga Feliz de quem possui uma rosa em seu jardim A minha amiga com certeza pensa agora só em mim Quando sopra o vento frio e o inverno gela o jardim Eu tenho calor em casa e fico quietinho assim Feliz de quem…

Bernhard Wosien – Versos na tarde – 25/04/2014 sexta-feira, 25 de abril de 2014

Poema Bernhard Wosien ¹ Eu danço uma canção do silêncio seguindo uma música cósmica e coloco meu pé ao longo das beiras do céu eu sinto como seu sorriso me faz feliz ¹ Bernhard Wosien Alemanha – 1908-1986 d.C [ad#Retangulo – Anuncios – Duplo] Compartilhe a informação:

Bertolt Brecht – Versos na tarde – 04/11/2013 segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Sobre o pobre B.B. Bertolt Brecht¹ 1 Eu, Bertolt Brecht, vim das florestas negras. Minha mãe trouxe-me, no abrigo de seu ventre, às cidades. E, enquanto eu viver, o frio das florestas estará comigo. 2 Na cidade de asfalto estou em casa. Recebi cada extrema-unção logo, a saber: jornais, álcool, tabaco. Cheio de suspeitas, preguiça e, afinal, de prazer. 3 Eu sou cordial com todos. Ponho um chapéu-coco, pois isto é normal. Eu digo: que animais de cheiro estranho. E…

Herman Hesse – Prosa na tarde – 13/10/2013 domingo, 13 de outubro de 2013

Hernan Hesse¹ “Nada lhe posso dar que já não exista em você mesmo. Não posso abrir-lhe outro mundo de imagens, além daquele que há em sua própria alma. Nada lhe posso dar a não ser a oportunidade, o impulso, a chave. Eu o ajudarei a tornar visível o seu próprio mundo, e isso é tudo.” ¹Hermann Hesse * Württemberg, Alemanha, 2 de Julho de 1877 d.C + Tessino, Suíça, 9 de agosto de 1962 d.C [ad#Retangulo – Anuncios – Duplo]…

© Copyright 2018 Blog do Mesquita - Direitos Reservados. | POLÍTICA DE PRIVACIDADE | MBrasil