loader
Arte | Poesia | Literatura | Humor | Tecnologia da Informação | Design | Publicidade | Fotografia

Friedrich Nietzsche sábado, 12 de maio de 2018

Espíritos Dirigentes e seus Instrumentos Vemos grandes estadistas e, em geral, todos aqueles, que devem servir-se de muitas pessoas para a execução dos seus planos, comportarem-se ora de uma maneira, ora de outra: ou selecionam muito apurada e cuidadosamente as pessoas que convêm aos seus projetos e lhes deixam, depois, uma liberdade relativamente grande, porque sabem que a natureza desses indivíduos escolhidos os impele precisamente para onde eles próprios querem que eles vão; ou, então, escolhem mal, pegam mesmo no…

Friedrich Nietzsche sexta-feira, 27 de abril de 2018

A Necessidade do Próximo Nós só sentimos agrado para com os semelhantes – ou seja pelas imagens de nós próprios – quando sentimos comprazimento connosco. E quanto mais estamos contentes connosco, mais detestamos o que nos é estranho: a aversão pelo que nos é estranho está na proporção da estima que temos por nós. É em consequência dessa aversão que nós destruímos tudo o que é estranho, ao qual assim mostramos o nosso distanciamento.  Mas o menosprezo por nós próprios…

Mensalão, STF e a fogueira das vaidades domingo, 30 de setembro de 2012

A ética e a compostura se escondem, envergonhadas, sob o tapete luxuoso da corte suprema. A vaidade, paixão mais da alma que do corpo, fazendo esse escravo daquela, e de onde emerge o ceticismo dos que observam o embate que tem derrotado, ao longo da história, seus mais fanáticos cultores. O que muitas vezes alega superioridade geralmente finda habitante ao rés do chão da mediocridade. José Mesquita – Editor “É mais difícil ferir a nossa vaidade justamente quando foi ferido…

Friedrich Nietzsche – Reflexões na tarde – 15/12/2012 domingo, 15 de julho de 2012

Contrastes Trágicos Nietzsche ¹ Quem não quer ver o que há de elevado num homem olha com maior agudeza para aquilo que nele é baixo e superficial – e assim se revela a si mesmo. É bastante mau! Sempre a velha história! Quando se acaba de construir a casa nota-se que ao construí-la, sem dar por isso, se aprendeu algo que simplesmente se devia ter sabido absolutamente antes de – começar a construir. O eterno e maçador «tarde de mais!»…

STF e a fogueira das vaidades domingo, 22 de abril de 2012

A ética e a compostura se escondem, envergonhadas, sob o tapete luxuoso da corte suprema. A vaidade, paixão mais da alma que do corpo, fazendo esse escravo daquela, e de onde emerge o ceticismo dos que observam o embate que tem derrotado, ao longo da história, seus mais fanáticos cultores. O que muitas vezes alega superioridade geralmente finda habitante ao rés do chão da mediocridade. José Mesquita – Editor  “É mais difícil ferir a nossa vaidade justamente quando foi ferido…

Nietzsche – Filosofia na tarde quinta-feira, 25 de agosto de 2011

A Fragilidade dos Valores Nietzsche ¹ Todas as coisas “boas” foram noutro tempo más; todo o pecado original veio a ser virtude original. O casamento, por exemplo, era tido como um atentado contra a sociedade e pagava-se uma multa, por ter tido a imprudência de se apropriar de uma mulher (ainda hoje no Cambodja o sacerdote, guarda dos velhos costumes, conserva o jus primae noctis). Os sentimentos doces, benévolos, conciliadores, compassivos, mais tarde vieram a ser os “valores por excelência”;…

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

“Aquilo que se faz por amor está sempre além do bem e do mal”. Friedrich Nietzsche

© Copyright 2018 Blog do Mesquita - Direitos Reservados. | POLÍTICA DE PRIVACIDADE | MBrasil