1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas ( Seja o primeiro a votar !!! )
Loading...

Federico García Lorca – Versos na tarde – 13/04/2018

Tenho Medo de Perder a Maravilha Federico García Lorca Tenho medo de perder a maravilha  de teus olhos de estátua e aquele acento  que de noite me imprime em plena face  de teu alento a solitária rosa. Tenho pena de ser nesta ribeira  tronco sem ramos; e o que mais eu sinto  é não ter […]

,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Federico Garcia Lorca – Versos na tarde – 24/10/201

Eu a vi passar por meus jardins Federico Garcia Lorca¹ Eu a vi passar por meus jardins quando minha alma era luz da luz. Eu a vi mirar o berço onde a Luxúria morde as crinas. Eu a vi rezar na penumbra no altar dos sacros martírios, azul e pálida como os lírios, com a […]

, , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Garcia Lorca – Versos na tarde – 16/07/2016

Sinto Garcia Lorca¹ Sinto que em minhas veias arde sangue, chama vermelha que vai cozendo minhas paixões no coração. Mulheres, por favor, derramai água: quando tudo se queima, só as fagulhas voam ao vento. ¹ Federico García Lorca * Fuente Vaqueros, Espanha – 05 de Junho de 1898 d.C + Granada, Espanha – 19 de […]

, , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (5 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Garcia Lorca – Versos na tarde – 13/04/2016

Poema Garcia Lorca¹ Tenho muito medo das folhas mortas, medo dos prados cheios de orvalho. Eu vou dormir; se não me despertas, deixarei a teu lado meu coração frio. O que é isso que soa bem longe? Amor. O vento nas vidraças, amor meu! Pus em ti colares com gemas de aurora. Por que me […]

, , , , , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Garcia Lorca – Frase do dia – 23/02/2016

“O mais terrível dos sentimentos é o sentimento de ter a esperança perdida.” Federico García Lorca Tweet

, , , , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Garcia Lorca – Versos na tarde – 23/06/2015

Gazel do amor imprevisto Garcia Lorca¹ O perfume ninguém compreendia da escura magnólia de teu ventre. Ninguém sabia que martirizavas entre os dentes um colibri de amor. Mil pequenos cavalos persas dormem na praça com luar de tua fronte, enquanto eu enlaçava quatro noites, inimiga da neve, a tua cinta. Entre gesso e jasmins, o […]

, , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Garcia Lorca – Versos na tarde – 09/02/2015

O poeta pede a seu amor que lhe escreva Garcia Lorca ¹ Amor de minhas entranhas, morte viva, em vão espero tua palavra escrita e penso, com a flor que se murcha, que se vivo sem mim quero perder-te. O ar é imortal. A pedra inerte nem conhece a sombra nem a evita. Coração interior […]

, , , , , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (5 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Garcia Lorca – Versos na tarde – 23/11/2014

Se as minhas mãos pudessem desfolhar Garcia Lorca¹ Eu pronuncio teu nome nas noites escuras, quando vêm os astros beber na lua e dormem nas ramagens das frondes ocultas. E eu me sinto oco de paixão e de música. Louco relógio que canta mortas horas antigas. Eu pronuncio teu nome, nesta noite escura, e teu […]

, , , , , , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (5 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Garcia Lorca – Versos na tarde – 21/07/2013

Amor da minha vida Garcia Lorca¹ Amor de minhas entranhas, morte viva, em vão espero tua palavra escrita e penso, com a flor que se murcha, que se vivo sem mim quero perder-te. O ar é imortal. A pedra inerte nem conhece a sombra nem a evita. Coração interior não necessita o mel gelado que […]

, , , , , , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (14 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Garcia Lorca – Versos na tarde

La oracion de lãs rosas García Lorca ¹ ¡Ave rosas, estrellas solemnes! Rosas, rosas, joyas vivas de infinito; bocas, senos y almas vagas perfumadas; llantos, ¡besos!, granos, polen de la luna; dulces lotos de las almas estancadas; ¡ave rosas, estrellas solemnes! Amigas de poetas y de mi corazón, ¡ave rosas, estrellas de luminosa Sión! Panidas, […]

, , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Garcia Lorca – Versos na tarde

O poeta pede a seu amor que lhe escreva Garcia Lorca ¹ Amor de minhas entranhas, morte viva, em vão espero tua palavra escrita e penso, com a flor que se murcha, que se vivo sem mim quero perder-te. O ar é imortal. A pedra inerte nem conhece a sombra nem a evita. Coração interior […]

, , , ,