Discurso sobre a servidão voluntária – Extrato Etienne de La Boétie¹ […] Como pode alguém, por falta de querer, perder um bem que deveria ser resgatado a preço de sangue? Um bem que, uma vez perdido, torna, para as pessoas honradas, a vida aborrecida e a morte salutar? Veja-se como, ateado por pequena fagulha, acende-se […]

, , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (11 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Sticky: Étienne de La Boètie – Frase do dia – 03/11/2013

“Porque o fogo que me faz arder é o mesmo que me ilumina.” Étienne de La Boètie Tweet

, , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Etienne de La Boétie – Reflexões na tarde

Discurso sobre a servidão voluntária – Extrato Etienne de La Boétie […] Como pode alguém, por falta de querer, perder um bem que deveria ser resgatado a preço de sangue? Um bem que, uma vez perdido, torna, para as pessoas honradas, a vida aborrecida e a morte salutar? Veja-se como, ateado por pequena fagulha, acende-se […]

, , , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (7 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Filosofia – Étienne de La Boétie – Luz nas trevas.

Etienne de La Boétie * Perigot,França – 1530 d.C. + Perigot,França – 1563 d.C. Étienne de La Boétie nasceu em 1530, no Périgord, França, e faleceu jovem, em 1563. Em 1553 tornou-se bacharel em Direito, tendo já escrito, nesta data, o Discurso sobre a servidão voluntária. Ao lado dos estudos jurídicos, sua imensa atividade intelectual […]

, , , , , ,