1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (10 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Shakespeare – Versos na tarde – 31/10/2017

Soneto LXX William Shakespeare¹ Se te censuram, não é teu defeito, Porque a injúria os mais belos pretende; Da graça o ornamento é vão, suspeito, Corvo a sujar o céu que mais esplende. Enquanto fores bom, a injúria prova Que tens valor, que o tempo te venera, Pois o Verme na flor gozo renova, E […]

, , , , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Fernando Pessoa – Versos na tarde – 23/01/2016

Desertos Fernando Pessoa¹ Grandes são os desertos, e tudo é deserto. Não são algumas toneladas de pedras ou tijolos ao alto Que disfarçam o solo, o tal solo que é tudo. Grandes são os desertos e as almas desertas e grandes – Desertas porque não passa por elas, senão elas mesmas, Grandes porque de ali […]

, , , , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (5 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Ada Negri – Versos na tarde – 22/01/2016

Aquele Que Passa Ada Negri¹ O desconhecido que passa e te acha ainda digna de uma fugidia palavra de desejo, Talvez porque na sombra da noite tão doce de Maio Ainda resplendem teus olhos, ainda tem vinte anos a ligeira figura deslizante, Não sabe que foste amada, por aquele que amaste amada, em plena e […]

, , , , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Mário Lago – Versos na tarde – 11/10/2013

Devolve Mário Lago¹ “Devolve toda a tranqüilidade Toda a felicidade Que eu te dei e que perdi Devolve todos os sonhos loucos Que eu construí aos poucos E te ofereci Devolve, eu peço, por favor, Aquele imenso amor Que nos teus braços esqueci Devolve, que eu te devolvo ainda Esta saudade infinda Que eu tenho […]

, , , , , , , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Billy Blanco – Versos na tarde

A Banca Do Distinto Billy Blanco ¹ Não fala com pobre, não dá mão a preto Não carrega embrulho Pra que tanta pose, doutor Pra que esse orgulho A bruxa que é cega esbarra na gente E a vida estanca O enfarte lhe pega, doutor E acaba essa banca A vaidade é assim, põe o […]

, , , , , , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (7 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Fernando Pessoa – Versos na tarde

Vem sentar-te comigo, Lídia Fernando Pessoa/Ricardo Reis ¹ Vem sentar-te comigo, Lídia, à beira do rio. Sossegadamente fitemos o seu curso e aprendamos Que a vida passa, e não estamos de mãos enlaçadas. (Enlacemos as mãos.) Depois pensemos, crianças adultas, que a vida Passa e não fica, nada deixa e nunca regressa, Vai para um […]

, , , , , , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Shakespeare – Versos na tarde

Sem título William Shakespeare¹ Perguntei a um sábio , a diferença que havia entre amor e amizade, ele me disse essa verdade… O Amor é mais sensível, a Amizade mais segura. O Amor nos dá asas , a Amizade o chão. No Amor há mais carinho, na Amizade compreensão. O Amor é plantado e com […]

, , , , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Abel Silva – Poeta – Biografia

Abel Ferreira da Silva * Cabo Frio, RJ – 28 de Fevereiro de 1943 d.C Foi criado no bairro do Catete, para onde se mudou com a família, aos dois anos de idade. Estudou na Faculdade Nacional de Filosofia e Direito, liderando nas décadas de 60 e 70 os movimentos estudantis. Formado em Letras, em […]

, , , , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (5 votos, média: 4,80 de 5)
Loading...

Sophia de Mello Breyner Andresen – Poetisa – Biografia

Sophia de Mello Breyner Andresen * Porto, Portugal – 1919 d.C Um dos maiores poetas portugueses contemporâneos – um nome que se transformou, em sinônimo de Poesia e de musa da própria poesia. Sophia nasceu no Porto, em 1919, no seio de uma família aristocrática. A sua infância e adolescência decorrem entre o Porto e […]

, , , , , , , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (6 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Patativa do Assaré – Poeta – Biografia

Antônio Gonçalves da Silva * Assaré, CE. – 1909 d.C + Assaré, CE. – 2002 d.C Freqüentou a escola por apenas quatro meses, em 1921, mas desde então vem “lidando com as letras”, como ele mesmo afirmou. Agricultor, em 1922 já atuava como versejador em festas, e a partir de 1925, quando comprou uma viola, […]

, , , , , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Sylvia Plath – Poeta – Biografia

Sylvia Plath * Massachusetts, USA – 27 de Outubro de 1932 + Primrose Hill, Londres, Inglaterra – 11 de Fevereiro de 1963 d.C Poeta, romancista e contista norte-americana. Reconhecida principalmente por sua obra poética, Sylvia Plath escreveu também um romance semi-autobiográfico, “A Redoma de Vidro” (“The Bell Jar”), sob o pseudônimo Victoria Lucas, com detalhamentos […]

, , , , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (10 votos, média: 4,80 de 5)
Loading...

Ariano Suassuna – Escritor – Biografia

Ariano Vilar Suassuna * João Pessoa, PB. – 16 de Junho de 1927 d.C Dramaturgo, romancista e poeta brasileiro Ariano Suassuna é um dos mais importantes dramaturgos brasileiros, autor dos célebres Auto da Compadecida e “A Pedra do Reino”, é um defensor militante da cultura brasileira. Ariano nasceu em João Pessoa, na capital da Paraíba […]

, , , ,
12