1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Luiz de Camões – Versos na tarde – 22/06/2015

Soneto CXLIX [Sempre a Razão Vencida foi de amor]
Luiz de Camões¹

Sempre a Razão vencida foi de Amor;
Mas, porque assim o pedia o coração,
Quis Amor ser vencido da Razão.
Ora que caso pode haver maior!

Novo modo de morte, e nova dor!
Estranheza de grande admiração!
Pois, enfim, seu vigor perde a afeição,
Porque não perca a pena o seu rigor.

Fraqueza, nunca a houve no querer;
Mas antes muito mais se esforça assim
Um contrário com outro por vencer.

Mas a razão, que a luta vence, enfim,
Não creio que é razão; mas deve ser
Inclinação que eu tenho contra mim.

¹ Luis Vaz de Camões
* Lisboa?/Coimbra? – Portugal c. 1525-1580 d.C
+ Lisboa, Portugal – 10 de Junho 1580 d.C


Termos: , , ,
Trackback

Nenhum Comentário até o momento. Faça o seu também!

Preencha os dados abaixo e faça seu comentário!

Você deve está Logado para comentar.