1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas ( Seja o primeiro a votar !!! )
Loading...

Tasso de Oliveira – Poesia

Pássaro na treva Tasso da Silveira No fim de contas, um pássaro cantando na noite densa é coisa que a gente encontra muitas vezes, mesmo longe do vago mundo da lenda. Alma é dor, mas também êxtase. E quando menos se espera da areia surge uma fonte, nasce uma rosa na sombra, canta um pássaro […]

1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas ( Seja o primeiro a votar !!! )
Loading...

Carlos Costa – Poesia

Todas as mulheres do mundo. Carlos Costa Penso-as como dunas quando aquela areia fina paira sobre elas e assenta delicada como véu em seu dorso nu. É tarde, quase amanhã novamente deixo seu perfume tomar conta dos meus sentidos e vejo-a e sei que é quase um sonho mas é um sonho feliz e reside […]

1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas ( Seja o primeiro a votar !!! )
Loading...

Carlos Drummond de Andrade – Poesia

Para o sexo a expirar Carlos Drummond de Andrade Para o sexo a expirar, eu me volto, expirante. Raiz de minha vida, em ti me enredo e afundo. Amor, amor, amor – o braseiro radiante que me dá, pelo orgasmo, a explicação do mundo. Pobre carne senil, vibrando insatisfeita, a minha se rebela ante a […]

1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas ( Seja o primeiro a votar !!! )
Loading...

Shakespeare – Sonetos – Poesia

Soneto XVIII Shakespeare ¹ Se te comparo a um dia de verão És por certo mais belo e mais ameno O vento espalha as folhas pelo chão E o tempo do verão é bem pequeno Às vezes brilha o Sol em demasia Outras vezes obscurece com frieza; O que é belo declina num só dia, […]

1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas ( Seja o primeiro a votar !!! )
Loading...

David Mourão-Ferreira – Versos na tarde

Litania da sombra. David Mourão-Ferreira Não perguntem nada: nós estamos dentro do aro de frio, no frio do muro, tão longe, tão longe da feira do Tempo! Não perguntem nada. Nós estamos mudos. Puseram açaimes nas ventas do vento, ergueram açudes nas águas do Mar… Não perguntem nada: nós estamos dentro, ou fora de tudo. Não […]

1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas ( Seja o primeiro a votar !!! )
Loading...

Versos na tarde

Poema CLXXX Eu te vejo Mesmo se você não estiver lá. E eu te escuto Mesmo sem ouvir. Dentro do espanto de um olhar, Enquanto procura a cor certa, na caixa de desejos E tingir com emoção suave O nascer do novo dia. Um passo longe de você. E a vida fica bonita. Tweet

1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Versos na tarde

Poema CLXXX Eu te vejo Mesmo se você não estiver lá. E eu te escuto Mesmo sem ouvir. Dentro do espanto de um olhar, Enquanto procura a cor certa, na caixa de desejos E tingir com emoção suave O nascer do novo dia. Um passo longe de você. E a vida fica bonita. Tweet

1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas ( Seja o primeiro a votar !!! )
Loading...

Tempo Gastão Cruz Qualquer tempo é um tempo duvidoso assim o meu cercado de cidades plataformas instáveis praticáveis cobertos de infinita gente náufraga que se inclina nas águas como um palco Paro na convergência dos estrados chove já sobre a raça ameaçada Incertas multidões em volta passam contemporâneas falam interpretam a duvidosa língua das imagens […]

,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas ( Seja o primeiro a votar !!! )
Loading...

Marta Pais de Oliveira – Versos na tarde

Erguer Marta Pais de Oliveira Como erguer terremotos e inundações. Pó, guindastes, ferro  e alguém que diz: mais devagar, por favor.  Como erguer da barafunda atenção para abrir de noite a janela  sabendo que epopeias e libélulas têm a mesma grandeza.  Quando nascemos começamos logo a morrer,  depois há o abismo da imaginação.  Como aprender […]

,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas ( Seja o primeiro a votar !!! )
Loading...

Ana Hatherly – Versos na tarde

Esta Gente / Essa Gente. Ana Hatherly O que é preciso é gente gente com dente gente que tenha dente que mostre o dente   Gente que não seja decente nem docente nem docemente nem delicodocementeGente com mente com sã mente que sinta que não mente que sinta o dente são e a mente Gente que […]

,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas ( Seja o primeiro a votar !!! )
Loading...

Marta Pais de Oliveira

Necessidades Marta Pais de Oliveira É necessário algum caos como  gavetas abertas, um garfo entre as colheres  despentear o mundo com toda a certeza  também beijar os olhos logo ao nascer  falo de todos aqueles que for possível, sim  esquecer o que esperar se tudo são  lírios e delírios  e o que há mais?  É […]

,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas ( Seja o primeiro a votar !!! )
Loading...

Elizabeth Bishop – Versos na tarde

Uma certa arte Elizabeth Bishop A arte da perda é fácil de estudar: a perda, a tantas coisas, é latente que perdê-las nem chega a ser azar. Perde algo a cada dia. Deixa estar: percam-se a chave, o tempo inutilmente. A arte da perda é fácil de abarcar. Perde-se mais e melhor. Nome ou lugar, […]

,