O Amor no Éter Adélia Prado ¹ Há dentro de mim uma paisagem entre meio-dia e duas horas da tarde. Aves pernaltas, os bicos mergulhados na água, entram e não neste lugar de memória, uma lagoa rasa com caniço na margem. Habito nele, quando os desejos do corpo, a metafísica, exclamam: como és bonito! Quero […]

, , , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (5 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Ada Negri – Versos na tarde – 22/01/2016

Aquele Que Passa Ada Negri¹ O desconhecido que passa e te acha ainda digna de uma fugidia palavra de desejo, Talvez porque na sombra da noite tão doce de Maio Ainda resplendem teus olhos, ainda tem vinte anos a ligeira figura deslizante, Não sabe que foste amada, por aquele que amaste amada, em plena e […]

, , , , ,

Poema Emily Dickison ¹ Para o Ódio nunca tive – Tempo – pois que a Morte espreita – E a vida nunca foi tanta Que uma Aversão se acabasse. Nem tempo tive de Amar – Ocupar-me Era preciso – Do amor o simples Trabalho – Como achei – Que Me bastava. ¹ Emily Dickinson * […]

, , , , ,

“Não quero ter a terrível limitação de quem vive apenas do que é possível fazer sentido. Eu não: quero é uma verdade inventada.” Clarice Lispector Tweet

, , ,

Poema Clarice Lispector¹ I Se tudo existe é porque sou. Mas por que esse mal estar? É porque não estou vivendo do único modo que existe para cada um de se viver e nem sei qual é. Desconfortável. Não me sinto bem. Não sei o que é que há. Mas alguma coisa está errada e […]

, , , , ,

Poema Emily Dickinson ¹ Noites loucas! Noites loucas! Sozinha contigo Tais noites seriam O nosso aconchego! Inócuos – os Ventos – Dentro do porto – Fora a Bitácula – Fora com os Mapas! Remando no Éden – Ah! O mar! Se esta Noite – em Ti – Eu pudesse ancorar! Tradução de Jorge de Sena […]

, , , ,

Poema de amor Cora Coralina¹ Este é um poema de amor tão meigo, tão terno, tão teu… É uma oferenda aos teus momentos de luta e de brisa e de céu… E eu, quero te servir a poesia numa concha azul do mar ou numa cesta de flores do campo. Talvez tu possas entender o […]

, , , , ,

“Até cortar os próprios defeitos pode ser perigoso. Nunca se sabe qual é o defeito que sustenta nosso edifício inteiro.” Clarice Lispector Tweet

, , , , ,

Poema esquisito Adélia Prado 1 Dói-me a cabeça aos trinta e nove anos. Não é hábito. É rarissimamente que ela dói. Ninguém tem culpa. Meu pai, minha mãe descansaram seus fardos, não existe mais o modo de eles terem seus olhos sobre mim. Mãe, ô mãe, ô pai, meu pai. Onde estão escondidos? É dentro […]

, , , , ,

Musa Impassível I Francisca Júlia da Silva ¹ Musa! um gesto sequer de dor ou de sincero Luto jamais te afeie o cândido semblante! Diante de um Jó, conserva o mesmo orgulho, e diante De um morto, o mesmo olhar e sobrecenho austero. Em teus olhos não quero a lágrima; não quero Em tua boca […]

, , , , ,

Água Água Olga Savary ¹ Menina sublunar, afogada, que voz de prata te embala toda desfolhada? Tendo como um só adorno o anel de seus vestidos, ela própria é quem se encanta numa canção de acalanto presa ainda na garganta. ¹ Olga Savary * Belém, PA. – 1933 d.C Biografia Poeta, crítica, ensaísta, tradutora e […]

, , , , , , ,

Precisão Clarice Lispector ¹ O que me tranqüiliza é que tudo o que existe, existe com uma precisão absoluta. O que for do tamanho de uma cabeça de alfinete não transborda nem uma fração de milímetro além do tamanho de uma cabeça de alfinete. Tudo o que existe é de uma grande exatidão. Pena é […]

, , , , , ,
123