1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas ( Seja o primeiro a votar !!! )
Loading...

A pilhagem da Petrobras

Os trabalhadores da Petrobrás paralisaram a Refinaria de Paulínia reforçando a luta dos caminhoneiros que se encontram parados há oito dias. 

 
Segundo os especuladores que jogam contra o povo, o prejuízo já passa de 1 bilhão de dólares. As ações da estatal caíram 21,08% e o Estado do Rio é o mais atingido, tendo destinado 33% do ICMS, para pagar a conta da redução do preço do diesel, segundo o Governador Pezão. Seguindo essa linha da narrativa de medo, do consórcio dos meios de comunicação golpistas, falam de um botijão de gás sendo vendido por R$ 250 (duzentos e cinqüenta reais), sem exibir qualquer tipo de recibo.
 
Os locais mais movimentados em função da redução do número de composições, são os terminais de barcas, assim como pontos de ônibus, no entanto o cidadão passou a se informar mais sobre a importância da greve dos trabalhadores da Petrobrás, ser mantida além do que foi estabelecido: paralisação de domingo (27), até 0 horas da próxima quarta-feira. As reivindicações dos petroleiros, são as seguintes: a) retirada das unidades das Forças Armadas das instalações da Petrobrás; b) demissão de Pedro Parente; c) redução dos preços dos combustíveis, d) inclusive do gás de cozinha; e) manutenção dos empregos; f) retomada da produção interna dos combustíveis; g) o fim da importação de derivados de petróleo e; f) desmobilização do programa de venda de ativos promovido pela atual gestão da estatal. Os trabalhadores da refinaria Alberto Pasqualini foram os primeiros a cruzar os braços.
 
O clima da greve geral contra as ameaças que vem sendo impostas pelo consórcio dos meios de comunicação e pelo governo golpista que derrubaram a Presidenta Dilma Rousseff, ganha força junto a população. Poucos motociclistas e motoristas de vans foram aos postos de gasolina precariamente abastecidos por caminhões da holandesa Shell, escoltados pela polícia.
 
Educadores da Universidade Federal Fluminense, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro e do Colégio Pedro II, mantiveram as entidades fechadas em função do limitado número de estudantes e professores.
 
Sentindo no bolso o impacto de terra arrasada pela política de arrocho do governo ilegítimo de Michel Temer, membros da classe média que se fantasiaram de pato a serviço da Federação das Indústrias de São Paulo (FIESP) e de empresas como a NetFlix que saíram às ruas representando catarses pedindo o golpe de Estado em nome do Deus mercado como saída para resolver todos os problemas da crise econômica induzida, voltaram a bater panelas, mas de forma acanhada, pedindo “Fora Temer”.
 
A ação liberal de preços dos combustíveis atrelados ao dólar, política obediente ao interesse dos agentes do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do mercado, cumpre ressaltar, é de responsabilidade direta do Sr. Pedro Parente, que impôs a redução do refino do petróleo por parte da Petrobrás, visando favorecer corporações petrolíferas estadunidenses, especuladores e banqueiros: o petróleo importando dos Estados Unidos é mais caro de 3 a 8 vezes.
 
Em entrevista ao Jornal do Brasil, o Senador Roberto Requião falou que “Temer colocou na estatal representantes das empresas estrangeiras” e lembrou, (…) a Petrobrás é dos brasileiros. O Estado é o principal acionista. Ela tem que se submeter a uma política pública vinculada ao emprego, ao desenvolvimento econômico e ao Brasil.” O Senador destacou que o Sr. Pedro Parente, representa “(…) o liberalismo econômico levado ao extremo”.
 
O Ministro da Fazenda Eduardo Guardia (28), disse que alguém vai ter que pagar os 0.46 centavos de desconto no preço do diesel, fixado pelo governo. Seguindo essa cartilha neoliberal de retrocesso, a conta ficará para os mais pobres que pagarão o rombo previsto em 9 bilhões e meio até o final do ano que, segundo Guardia, pode ter variação se o preço no mercado cair ou subir.
 
Os caminhoneiros liberaram as pistas, mas ocuparam os acostamentos das estradas e foram apoiados pelas igrejas que ofereceram as instalações para banho e por cidadãos de diferentes regiões do país, com alimentos e água.
 
Os golpistas se debatem diante da falência do modelo neoliberal implantado após a derrubada da Presidenta Dilma Rousseff, originário da “Teoria de Choques” do economista Milton Friedman, orientador dos Chicago Boys, responsáveis pelo desmonte da economia chilena, na ditadura do General Augusto Pinochet.
 
As Medidas Provisórias do ilegítimo Temer (27), foram recebidas com indignação pelos caminhoneiros grevistas. Para a maioria o diesel tem que baixar no mínimo para R$ 2,50 e a gasolina para R$ 3,00 reais. Concluíram que dessa forma a greve só vai parar quando Temer cair.
 
O mais afoito âncora das Organizações Globo aumentou o grau de incitações contra caminhoneiros e petroleiros paralisados. Indignados com a referência do “jornalista” da rádio CBN, aos caminhoneiros não tão pobres e com o deboche em relação aos grevistas da Petrobrás que considerou serem “oportunistas”, os caminhoneiros rechaçaram a presença dos jornalistas das Organizações Globo, indicando que lembram do papel dos editores do Jornal Nacional a partir de 2013, ao acirraram a narrativa de ódio visando derrubar a Presidenta Dilma Rousseff, através do golpe de Estado.
 
Em Brasília, apesar do empenho de capachos como o gato angorá, objetivando criminalizar grevistas que se manifestam de forma espontânea, as mobilizações não param de ganhar adesões como a dos motoboys, motoristas de vans e demais cidadãos mais atentos ao contexto da crise. O presidente da Federação Nacional dos Frentistas (FENEPOSPETRO) e do Sindicato dos Frentistas do RJ (SINPOSPETRO-RJ), Eusébio Luis Pinto Neto, conclamou dirigentes de outros sindicatos, através do site Tribuna da Imprensa Sindical, a apoiar de forma concreta os trabalhadores grevistas que lutam contra o desmonte do Estado, em prol de toda a população, contra o desmonte promovido a partir do golpe protagonizado pelo ilegítimo Michel Temer.
 
*André Moreau, é Professor, Jornalista, Cineasta, Coordenador-Geral da Pastoral de Inclusão dos “D” Eficientes nas Artes (Pastoral IDEA), Diretor do IDEA, Programa de TV transmitido pela Unitevê – Canal Universitário de Niterói e Coordenador da Chapa Villa-Lobos – ABI – Associação Brasileira de imprensa, jornalabi.blogspot.com arbitrariamente impedida de concorrer à direção nas eleições de 2016/2019.
Termos: