1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (10 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Manoel de Barros – Versos na tarde – 17/01/2017

Retrato Quase Apagado em que se Pode Ver Perfeitamente Nada
de “O Guardador de Águas”
Manoel de Barros ¹

I

Não tenho bens de acontecimentos.
O que não sei fazer desconto nas palavras.
Entesouro frases. Por exemplo:
– Imagens são palavras que nos faltaram.
– Poesia é a ocupação da palavra pela Imagem.
– Poesia é a ocupação da Imagem pelo Ser.
Ai frases de pensar!
Pensar é uma pedreira. Estou sendo.
Me acho em petição de lata (frase encontrada no lixo)
Concluindo: há pessoas que se compõem de atos, ruídos, retratos.
Outras de palavras.
Poetas e tontos se compõem com palavras.

II

Todos os caminhos – nenhum caminho
Muitos caminhos – nenhum caminho
Nenhum caminho – a maldição dos poetas.

III

Chove torto no vão das árvores.
Chove nos pássaros e nas pedras.
O rio ficou de pé e me olha pelos vidros.
Alcanço com as mãos o cheiro dos telhados.
Crianças fugindo das águas
Se esconderam na casa.
Baratas passeiam nas formas de bolo…
A casa tem um dono em letras.
Agora ele está pensando –
no silêncio Iíquido
com que as águas escurecem as pedras…
Um tordo avisou que é março.

IV

Alfama é uma palavra escura e de olhos baixos.
Ela pode ser o germe de uma apagada existência.
Só trolhas e andarilhos poderão achá-la.
Palavras têm espessuras várias: vou-lhes ao nu, ao
fóssil, ao ouro que trazem da boca do chão.
Andei nas pedras negras de Alfama.
Errante e preso por uma fonte recôndita.
Sob aqueles sobrados sujos vi os arcanos com flor!

V

Escrever nem uma coisa Nem outra –
A fim de dizer todas
Ou, pelo menos, nenhumas.
Assim,
Ao poeta faz bem
Desexplicar –
Tanto quanto escurecer acende os vaga-lumes.

VI

No que o homem se torne coisal,
corrompem-se nele os veios comuns do entendimento.
Um subtexto se aloja.
Instala-se uma agramaticalidade quase insana,
que empoema o sentido das palavras.
Aflora uma linguagem de defloramentos, um inauguramento de falas
Coisa tão velha como andar a pé
Esses vareios do dizer.

VII

O sentido normal das palavras não faz bem ao poema.
Há que se dar um gosto incasto aos termos.
Haver com eles um relacionamento voluptuoso.
Talvez corrompê-los até a quimera.
Escurecer as relações entre os termos em vez de aclará-los.
Não existir mais rei nem regências.
Uma certa luxúria com a liberdade convém.

VII

Nas Metamorfoses, em 240 fábulas,
Ovídio mostra seres humanos transformados
em pedras vegetais bichos coisas
Um novo estágio seria que os entes já transformados
falassem um dialeto coisal, larval,
pedral, etc.
Nasceria uma linguagem madruguenta, adâmica, edênica, inaugural
– Que os poetas aprenderiam –
desde que voltassem às crianças que foram
às rãs que foram
às pedras que foram.
Para voltar à infância, os poetas precisariam também de reaprender a errar
a língua.
Mas esse é um convite à ignorância? A enfiar o idioma nos mosquitos?
Seria uma demência peregrina.

IX

Eu sou o medo da lucidez
Choveu na palavra onde eu estava.
Eu via a natureza como quem a veste.
Eu me fechava com espumas.
Formigas vesúvias dormiam por baixo de trampas.
Peguei umas idéias com as mãos – como a peixes.
Nem era muito que eu me arrumasse por versos.
Aquele arame do horizonte
Que separava o morro do céu estava rubro.
Um rengo estacionou entre duas frases.
Uma descor
Quase uma ilação do branco.
Tinha um palor atormentado a hora.
O pato dejetava liquidamente ali.

¹ Manoel Wenceslau Leite de Barros
* Cuiabá, MT. – 19 de Dezembro de 1916
+ , Campo Grande, Mato Grosso do Sul – 13 de novembro de 2014


, , ,

O que dá pra rir dá pra chorar

, , , , , , ,

“Para que serve o Google?”

GoogleDireito de imagemGETTY IMAGES

A resposta mais comum seria: para fazer buscas na internet. Afinal, não é segredo nenhum que o Google se tornou a ferramenta de buscas mais utilizada do planeta – tanto que até deu origem a um termo antes inexistente: “dar um google”.

Segundo os criadores, Larry Page e Sergey Brin, “a missão do Google é organizar a informação do mundo e torná-la acessível e útil de forma universal”.

Mas os recursos vão muito além do mecanismo de buscas – e muitos dos usuários nem sequer sabem que eles existem. A BBC Mundo, o serviço em espanhol da BBC, compilou alguns deles:

1) Cronômetro e alarme

Google Timer

O Google pode ser convertido em cronômetro Direito de imagemGOOGLE

É possível converter a ferramenta de buscas em um cronômetro e estabelecer um alarme para um horário pré-determinado. Para isso, basta digitar uma quantidade de tempo e em seguida a palavra “timer” (cronômetro, em inglês).

Para funcionar, você deve configurar o seu navegador em inglês e depois inserir o comando tanto em inglês como em português.

Essa funcionalidade, batizada de Google Timer, permite, por exemplo, controlar o tempo de uma tarefa ou criar um alerta para trocar de atividade.

2) Administrador de tarefas

Google KeepDireito de imagemGOOGLE

Você também pode usar o Google como um gestor de tarefas com o Google Keep, uma ferramenta que permite fazer notas, ordenar eventos ou lembrar de assuntos e compromissos pendentes.

A agenda digital é de uso muito intuitivo e sensível e ajuda a manter a vida mais organizada no smartphone ou no computador.

3) Telescópio espacial

Google SkyDireito de imagemBBC MUNDO

Você entendeu bem. O Google também pode ser um telescópio.

“Viajar até as estrelas nunca foi tão fácil”, explica a equipe do Google Sky – uma plataforma para analisar galáxias, planetas e outros elementos estelares que são possíveis de acessar por meio da página google.com/sky.

“O aplicativo, disponível em 27 idiomas, conta com imagens da Nasa (agência espacial americana), do Sloan Digital Sky Survey, da ESA (Agência Espacial Europeia) e outros e foi desenvolvida com a ajuda de astrônomos de alguns dos maiores observatórios do mundo”, diz o Google.

A ferramenta permite a exploração do espaço, buscas de informação sobre constelações e fenômenos astronômicos e encontrar a localização do seu planeta favorito, entre outras coisas.

4) Base de dados de fontes tipográficas

Google FontsDireito de imagemGOOGLE

O Google também tem uma coleção de tipografias que podem ser usadas gratuitamente acessando o Google Fonts.

A ferramenta possui mais de 800 fontes tipográficas diferentes em idiomas distintos, que são disponibilizadas para o uso em páginas da internet por designers gráficos ou qualquer interessado.

Na barra lateral direita é possível escolher as categorias, critérios, negrito ou inclinações. Depois, basta baixar no computador ou usar pela internet com um código.

5) Museu virtual

Google ArtsDireito de imagemGOOGLE

O Google Art Project é uma galeria virtual que permite ao usuário visitar obras de arte de mais de mil museus e explorar histórias e coleções de todo mundo.

Segundo os organizadores, pela plataforma também é possível fazer visitas guiadas virtuais, conhecer artistas de diferentes países, estudar conhecimentos históricos e conhecer projetos inovadores de diferentes correntes artísticas.

6) Identificador de músicas

Google Sound SearchDireito de imagemGOOGLE

A ferramenta é chamada de Google Sound Search e permite a identificação da música que você está ouvindo, assim como fazem os aplicativos mais conhecidos, como o Shazam.

Para usar a ferramenta – que reconhece a música e o estilo musical – basta apertar o ícone do microfone no Google.

Quando o aplicativo reconhecer a música, vai mostrar uma nota musical – basta clicar nela para confirmar que você está pedindo para identificar a música.

O buscador musical está disponível em alguns países para dispositivos que utilizam Android 4.0 e versões posteriores.

7) Ferramenta de investigação

Google ScholarDireito de imagemGOOGLE

O Google Books Ngram Viewer permite a busca de palavras publicadas em 5,2 milhões de livros entre 1500 e 2009 em inglês, espanhol, chinês, francês, alemão, hebreu, russo ou italiano.

A enorme base de dados é especialmente útil para quem está produzindo um trabalho científico, já que são permitidas buscas de terminologias e a produção de gráficos de acordo com os critérios de busca.

Outra ferramenta, o Google Scholar, ou Google Acadêmico, serve para buscar informações acadêmicas em revistas científicas, manuais ou periódicos.

8) Busca de tendências

Goolge TrendsDireito de imagemGOOGLE

Outra forma de usar o Google é como um buscador de assuntos do momento que são tendência na internet. O Google Trends permite explorar que tema está sendo mais comentado em cada país e com que frequência.

Ainda é possível procurar termos específicos em um determinado intervalo de tempo para analisar que assuntos suscitaram mais interesse dos internautas.

9) Dicionário

GoogleDireito de imagemBBC MUNDO

Você pode converter o Google Chrome em um dicionário de forma muito fácil, basta escrever “define:” e colocar a palavra. Os resultados aparecerão somente em inglês, mas há opções para incluir mais idiomas.

Se você buscar pelo Google Dictionary, pode fazer uma busca por qualquer palavra e configurar o dicionário no seu idioma. Ao clicar na palavra, terá a tradução.

Você também pode também escutar como se pronuncia uma palavra ou frase, assim como no Google Tradutor.

10) Leitor e escritor de números (em inglês)

Se você tem dúvidas sobre como escrever ou pronunciar um número, o Google também pode ajudar.

Só o que você tem a fazer é colocar o número que quer seguido de “English”.

Essa opção só está disponível em inglês até o momento.

,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Caravaggio – Pro dia nascer melhor – 17/01/2017

Quinzena Michelangelo Merisi de Caravaggio
Meditação de S Jerônimo, 1605, 112×157
Óleo sobre tela – 
Galleria Borguese,Roma

, , , , , , , , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Adélia Prado – Frase do dia – 16/01/2017

“Era raiva não. Era dor”
Adélia Prado

, , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Tomaz Vieira da Cruz – Versos na tarde – 16/01/2017

Selvagem
Tomaz Vieira da Cruz ¹

Ninguém, ninguém, ninguém me queira mais;
podem trazer-me tudo quanto existe:
as pérolas de Ofir e as irreais
ilusões que contentam quem é triste.

Podem trazer-me, em doidos vendavais,
a luz da felicidade que sentiste,
mulher ditosa que em cortejo vais
seguida de quem ama de quem riste.

Podem passar, ó loucas multidões
que eu bem o sinto, em tétrica miragem,
o labirinto em vossos corações…

Podeis passar, ó luz do sol fecundo,
porque eu não troco o amor desta selvagem
por todas as grandezas deste mundo!

¹ Tomaz Vieira da Cruz
* Lisboa, Portugal – 1900 
+ Lisboa, Portugal – 1960

, , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Kassab a serviço das TVs por assinatura

Para acabar com a concorrência do Netflix, essa coisa quer cobrar adicional pela internet fixa.

O nojento servil é o de gravata vermelha, pau mandado da Vênus Platinada.
O outro é inqualificável – em respeito à família brasileira. Ambos Odebretchianos!

O servil quer infernizar o que já é ruim, e piorar a vida dos Tapuias conectados.
Além de servil, é burro. Mais uma porcaria sinistra da safra do Nosferato.
José Mesquita


O ministro Gilberto Kassab atenderá as empresas de Comunicações, piorando dramaticamente a vida do cidadão que lhe paga o salário.

Cidadão, aliás, há anos explorado pelos mais caros e ineficientes serviços de internet do ocidente.

Kassab confirmou que vai limitar os dados para assinantes de banda larga fixa.

Na prática, o que é caro ficará mais caro, e o que é ruim continua sem perigo de melhorar.

A Agência Nacional de Telecomunicações negou planos de cortes.

A informação é da coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

, , , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Lula e a Galega – Sem humor não dá!

Conselhos da “galega”

, , , , , , , , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Joseph Beuys – Arte – Instalações

Instalações de Joseph Beuys

, , ,

Quadrilha; Boca de Jacaré – o ‘ômi’ do arranha céu baiano – pode morder o Nosferato.

Quem conhece o tamanho da boca famélica do jacaré diz que ele morde “dicunforça”.

O marido da cuidadora de idosos está encalacrado num trambique de R$50 Milhões quando da passagem do Jacaré pelo Caixa Econômica Federal.

No bolo um tal de Oziel, chapinha do Nosferato.
O jacaré tem um mordida pra lá de apimentada, quem sabe abra a bocarra?

Ps. O problema é se o sáurio tiver “moro privilegiado”. Tremei Tremer!

, , , , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Rolls-Royce – Design – Veículos

Rolls-Royce Phantom III Cabriolet 1939


[ad#Retangulo – Anuncios – Duplo

, , ,

O que dá pra rir dá pra chorar

, , , , , , ,